segunda-feira, 29 de abril de 2019

Harmonia no dia a dia 63

Quando você se vir em situações graves, mantenha a tranquilidade, pois toda experiência tem o objetivo de lhe fazer crescer. O que é grave é tão somente aquilo que, em sua consciência, provoca instabilidade pela ausência de elementos que assegurem sua integridade. Quando em harmonia e consciente de sua imortalidade, a gravidade de qualquer situação será encarada com sabedoria, sem medo, sem desespero e com leveza. Em situações graves, pense que levá-las às últimas consequências nunca afetará sua imortalidade e sempre lhe levará ao entendimento e ao crescimento de si mesmo.

Texto extraído do livro Harmonia no dia a dia.


2 comentários:

  1. Adenauer, boa segunda-feira. Sei que vida é muita cheia de compromissos. No entanto, quando você tiver tempo, me responda à duas perguntas.

    Ninguém da espiritualidade que certamente se apresenta a você, nunca te falou recentemente sobre esse processo de transição planetária tão discutido recentemente? Tenho formação espiritista desde 1992. Não me considero um expert. No entanto, sei que o livro mais importante do que da Doutrina Espírita é o livro dos Espíritos. É com esse tipo de livro que nos faz pensar e tecer uma ótima habilidade críticas. Bom. Quando se fala que no evangelho que Jesus teria dito que Há muitas moradas na casa do Pai, porque à espiritualidade que coordena o processo de evolução energético espiritual, não fala nada sobre visitas de seres de outros planetas, dos casos chamados de abduções, de experiências com humanos e outras espécies? Tenho certeza de que você já recebeu algum tipo de informação sobre isso. Por quais razões eles e elas, coordenadores e coordenadoras desse processo milenar ainda não abordou nada mais claro sobre essas outras "MORADAS?"

    Uma outra questão é sobre uma aberração que ouvi de assíduo trabalhador de uma casa espírita aqui em Natal, dizer que Bolsonaro havia sido um nazista na segunda guerra mundial e logo que desencarnou e ficou por dez anos na atratividade, trabalhou e conseguiu uma certa transformação que, sentido isso, pediu ajuda para reencarnar e ser presidente do Brasil para se redimir.

    Veja, ele, Bolsonaro, nasceu em 1955. Hoje, ele tem 64 anos, pelas minhas contas, ele deve ter passado uns 10 anos na realidade espiritual. Como se pode dizer tantas tolices dentro de uma casa espírita?

    É impressionante o número de gente que se intitula espírita aqui no Brasil e descaradamente deu seu apoio ao mais hipócrita que assumiu o poder para gerir vidas em termos políticos e vemos o tamanho da farsa que promove o pior desacerto da história desse em tempo democrático.

    Gostaria de saber de sua análise.

    Alexandro de Aguiar Albano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Alexandro
      Paz

      A Humanidade terrestre sempre passou por períodos de transições, pois a evolução é um processo contínuo. O que tenho refletido sobre o tema é de que se trata de mais um modismo para conversas de pouca relevância pessoal. Os adeptos da Doutrina Espírita, em geral, não se dedicam a fundo no sentido da compreensão mais profunda de seus postulados. Ainda se situam no terreno da crença nos Espíritos e em seus feitos, ao invés de assumirem a condição de Espíritos imortais.
      Sim, somos visitados por Espíritos de outros orbes, porém, de forma silenciosa, reeencarnando em nosso planeta; alguns para ensinarem, outros para aprenderem. Isto é comum.
      As mensagens que recebemos têm se situado mais ao gosto dos que querem evangelizar pessoas, entendendo eles que esta é a necessidade da maioria. Temas mais complexos são deixados de lado. Esta escolha por evangelizar pode se dar tanto por interesse dos encarnados quanto pelos desencarnados que têm forte tradição religiosa.
      Sobre a afirmação a respeito da possível reencarnação do Presidente do Brasil, creio ser pueril, de cunho político partidário, não merecendo qualquer reflexão ou comentário.

      Um fraternal abraço

      Adenáuer Novaes

      Excluir