sábado, 23 de fevereiro de 2019

Caridade no dia a dia 118

Quando sua cruz for mais leve do que a de seu semelhante, ofereça-lhe um pouco de sua vitalidade e energia de viver e de suavizar sua agonia. Enquanto o sofrimento existir na Terra, ofereça um pouco de sua caridade para minorar a dor do outro, pois a evolução do Espírito é um processo que exige compartilhamento. Solidarize-se com seu irmão enquanto está no caminho com ele, pois estamos todos envolvidos pela mesma energia amorosa do Criador, que sempre nos estimula ao amor. Ao se livrar do peso que carrega na vida, não deixe de auxiliar os que ainda se encontram perdidos e sobrecarregados, pois são também seus irmãos.

Texto extraído do livro Caridade no dia a dia.

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Caridade no dia a dia 117

Quando seu olhar direcionar seu coração para o auxílio ao outro, atenda-lhe o apelo caridoso. Nesse momento, é Jesus que o convida ao serviço do bem pela restauração do equilíbrio do outro. Sua disposição de servir, de auxiliar ou de praticar a caridade é um convite que se origina na dimensão do Espírito para que você encontre a transcendência. Junte-se aos que já entenderam que fazer o bem é alcançar um estágio mais avançado na evolução, pela conquista da solidariedade, da fraternidade e do amor ao próximo. Em seu íntimo, reverberam as palavras de Jesus quando afirmou que você é a luz do mundo. Faça-a brilhar.

Extraído do livro Caridade no dia a dia

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Caridade no dia a dia 116

Evite acostumar sua família consanguínea a viver dependendo exclusivamente de você. Na medida do possível, excetuando-se alguns casos de impossibilidade real, esforce-se para promover a independência daqueles que se tornaram satélites de vitalidade. Sua caridade para com eles também pode se apresentar sob a forma de uma demonstração do desafio, da disciplina e da renúncia necessária à obtenção do que precisam. Pode também ser caridade dizer não, negar em certos casos ou não poder ajudar em outros. Seu discernimento deverá ser utilizado para avaliar em que circunstâncias a caridade do não será praticada.


Extraído do livro Caridade no dia a dia.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Caridade no dia a dia 115

Sua doação não deve viciar o receptor, para que ele não atrofie sua capacidade de vencer desafios e de lutar pelo que necessita. O irmão a quem você pretende ajudar, mesmo aquele que não possui parentesco algum com você, também deve trilhar o caminho do sacrifício que você fez para conquistar o que necessita para viver. Evite demonstrar que pode ajudar, tornando-o viciado e acomodado em receber. Todos somos membros da família universal. Aja, portanto, em favor de seu semelhante, considerando-o um irmão que necessita de seu auxílio para estar na mesma condição que você alcançou.

Extraído do livro Caridade no dia a dia.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Caridade no dia a dia 114

A caridade que você faz promove a inclusão de outros em sua família, pois você atrai muitos com sua doação. A caridade amplia os laços de família com a inclusão dos que, muitas vezes, são invisíveis socialmente. Com a caridade que se pratica, percebe-se que somos todos parte de uma família maior, oriunda do Criador, que disponibiliza o Universo e tudo o mais para as criaturas. Observe e verá que não há diferenças significativas entre os seres humanos, razão pela qual a igualdade que você promove com ações caridosas irá favorecer a fraternidade que a todos une.

Texto extraído do livro Caridade no dia a dia.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Caridade no dia a dia 113




Inicie sempre a prática da caridade no seio de sua família, pois você se encontra entre aqueles com os quais deve desenvolver a fraternidade. Com seus familiares, a caridade se torna seu maior exemplo de que, quando é vivida, transforma, educa e promove a paz no ambiente. Quando você pratica a caridade em casa, todos compreendem suas ações no mundo, valorizam seu viver e consideram importantíssima sua coerência na vida. Ante a incompreensão dos que o cercam, ofereça-lhes a caridade da tolerância, da compreensão e da amorosidade, pois ninguém lhe conhece o suficiente para entender sua paz.



Extraído do livro Caridade no dia a dia.

domingo, 17 de fevereiro de 2019

Caridade no dia a dia 112

Compartilhe o que você possui de maneira a promover o crescimento pessoal e do outro. Tudo o que contribuiu para seu bem e que pode promover o mesmo ao outro, na medida do possível, divida com ele a fim de que também aprenda com você. Somos filhos de um mesmo Criador, vivendo num mesmo planeta, submetidos ao mesmo sistema evolutivo. Compartilhe, portanto, caridosamente, seu conhecimento, sua sabedoria e seu amor. Lembre-se sempre de que enriquecer é enriquecer-se do que se divide com os outros para que se multiplique o bem-estar de todos.

 Texto extraído do livro Caridade no dia a dia.

sábado, 16 de fevereiro de 2019

Caridade no dia a dia 111


Quando lhe sobrar algo que você deseje doar, pense sempre para quem pretende fazê-lo e qual sua real necessidade, a fim de que sua doação tenha o devido valor para você e para quem a recebe. Dar o que sobra não deve ser apenas uma forma de arrumar o guarda-roupa ou a casa, mas um ato de desprendimento e de amor à Vida, que sempre visa ao bem maior. Essa sobra, muito embora possa ser útil a outrem, pode sinalizar a necessidade de você rever o acúmulo e a quantidade daquilo de que necessita para viver. Doe tudo aquilo que em sua vida não tem sentido nem lhe traz benefício algum, mas que pode fazer o bem a alguém.

Texto extraído do livro Caridade no dia a dia.


sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Caridade no dia a dia 110

Toda ação caridosa deve se iniciar no coração de seu agente. Quando se trata de ato mecânico, racional ou para cumprir algum rito, o agente deve refletir sobre o bem que faz a si mesmo e sobre a qualidade do que foi proporcionado ao outro. A ação caridosa é plataforma para outras que devem se multiplicar para que se transforme em comportamento natural. Na dúvida se deve doar algo ou se deve continuar a realizar a ação caridosa, reflita sobre se o que lhe motivou a realizá-la foi resolvido ou saciado; caso contrário, faça-a como meio para conquistar a integração da virtude que lhe falta.

Extraído do livro Caridade no dia a dia.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Caridade no dia a dia 109



Dar e doar são verbos muito semelhantes, mas, a depender de quem age, podem ser diferentes. Dar pode parecer simplesmente desfazer-se de algo; doar, no entanto, pode significar oferecer com generosidade. Dê, procurando associar ao objeto a emoção de quem deseja fazer o bem ao outro, para que seu ato seja sempre uma doação com o coração. Dar é caridade, porém, doar está mais próximo da generosidade. Desfazer-se de algo que lhe sobra, doando a alguém, não deixa de ser caridade, porém repartir e compartilhar com alguém o que lhe serve traduz a bondade que existe no coração.

Extraído do livro Caridade no dia a dia.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Caridade no dia a dia 108

Cuide para que suas emoções, quando expressas, possam contribuir para a formação de bons sentimentos na intimidade de seu ser. Emoções são instintivas e sentimentos são resultantes de elaborações das emoções. Sentimentos nobres, que melhor estruturam a personalidade, decorrem de emoções já educadas e elaboradas com o intuito de favorecer seu crescimento e dos outros. Expresse sentimentos quando eles proporcionem o bem, a paz, a alegria e o amor que contagiam a todos. Seus sentimentos podem ser excelentes meios de lhe trazer bons fluidos, de veicular esperança e de valorizar a vida.


 Texto extraído do livro Caridade no dia a dia.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Caridade no dia a dia 107

Quando perceber que alguém não demonstrou equilíbrio emocional, excedendo-se ou provocando algum constrangimento, minimize o episódio e o chame em particular para o diálogo amigo e educativo para ele. O erro cometido pelo outro, muito provavelmente, também poderia ser cometido por você. Seja tolerante com o equívoco do outro, evidentemente, sem pactuar com sua conduta, porém evitando ampliar as consequências de qualquer comportamento reprovável. A caridade se estende também à gradação e à intensidade que você atribui ao expor o equívoco do outro, por mais condenável que possa ser.


Extraído do livro Caridade no dia a dia.