segunda-feira, 1 de junho de 2020

Perdão no dia a dia 44

Na medida do possível, demonstre o quanto sua ética passa pela compreensão das limitações do outro, sempre lhe dando o benefício da ignorância, que, geralmente, encontra-se presente em possíveis equívocos. Ante o equívoco do outro, evite apontar-lhe publicamente, optando por agir da forma mais adequada, dando seu exemplo. Lembre-se sempre de que sua ética deve ser superior, portanto, mais nobre em relação à do mundo, para que sua atuação contribua para o progresso de todos. Assim como sua ética, seu perdão deve ser também superior, nobre e incondicional.

Extraído do livro Perdão no dia a dia.

domingo, 31 de maio de 2020

Perdão no dia a dia 43

A ética é intransferível, mas o perdão consegue atuar diretamente sobre a consciência e o coração do outro, contribuindo para sua autotransformação. Perdoar é promover mudança na própria essência, atingindo sutilmente a alma do outro. Quando se perdoa, de fato, alguém, mobilizam-se energias sutis que penetram a mente e o coração do outro, favorecendo sua transformação. A atitude do perdão contribui para que a ética se torne superior e digna das Forças Superiores da Vida. Disseminar o perdão, vivenciando-o nas contendas da vida comum, é fazer um pacto de amor com Deus.

Extraído do livro Perdão no dia a dia. 

sábado, 30 de maio de 2020

Perdão no dia a dia 42

Faça com que sua ética inclua a coerência interna quanto ao ser e ao agir. Se estiver em situação de desvantagem ou perdendo algo, exerça a justiça, agindo com ética, ainda que contra sua vontade. Quando o convite ao perdão vier acompanhado de um apelo ético, aja sempre com coerência. Inclua, como norma interna e fator ético em sua vida, sempre perdoar, independentemente do merecimento do outro. Faça-o por você, para que sua paz o deixe sempre em harmonia interior. Sua ética deve colocar a consciência direcionada para o melhor para você e para seu semelhante. Assim, seu comportamento ético será um presente para o outro, que independe dos julgamentos sobre seu merecimento.

Extraído do livro Perdão no dia a dia.

sexta-feira, 29 de maio de 2020

Perdão no dia a dia 41

Aceitar a opção religiosa diferente da sua significa legitimar o direito do outro, bem como perceber quão diversa é a manifestação da Divindade. Quando perdoamos alguém que nos atingiu por discriminação religiosa, demonstramos alto valor espiritual. Sempre vale a pena não discutir qual é a melhor, pois cada religião representa tão somente as distintas faces de Deus. Perdoe sempre aqueles que não concordam com você, seja pela religião ou por outro motivo, pois todas as crenças são caminhos que conduzem a consciência ao equilíbrio.

Extraído do livro Perdão no dia a dia.

quinta-feira, 28 de maio de 2020

Perdão no dia a dia 40

Perdoar uma pessoa é torná-la semelhante, respeitando a diversidade de opiniões, crenças e costumes. Qualquer forma de manifestar a opção religiosa deve ser respeitada, já que se trata do espaço sagrado da consciência do outro, a quem pertence o rito e a tarefa de em nada ferir o direito de ninguém. Respeitar o sagrado alheio é acolher a Divindade que se apresenta de diferentes maneiras, sobretudo, revelando-se na própria criatura. O respeito manifestado ao outro é a melhor forma de reverenciar o Divino, que nele também se faz representar.

Extraído do livro Perdão no dia a dia.

quarta-feira, 27 de maio de 2020

Perdão no dia a dia 39

Sua religiosidade deve ser sustentada por valores e atitudes que possam produzir ganhos a você e à sociedade. Uma religiosidade que contempla o perdão, a fraternidade e a compaixão promove sempre o amor ao próximo e a união de todos. Quando a religião é utilizada como meio de discriminar, excluir ou rejeitar qualquer indivíduo, ocorre a falência da própria doutrina, cujo princípio básico deve ser sempre a valorização da vida e o respeito à criatura humana. Toda religião deve ser um instrumento de união e de solidariedade entre os seres humanos, respeitando a diversidade em que o Espírito se apresenta.

Extraído do livro Perdão no dia a dia.

terça-feira, 26 de maio de 2020

Perdão no dia a dia 38

Sempre considere que religião é escolha pessoal no campo das relações do indivíduo com o sagrado. A atitude do indivíduo para com o que considera sagrado deve ser respeitada, pois se trata de foro íntimo. No campo da religião, o perdão deve ser matéria assumida como compromisso permanente para com a Divindade. Não permita que sua religião valide qualquer atitude que negue o perdão ou que promova a exclusão do ser humano como criatura divina. Inclua, entre seus preceitos e normas internas, o caminho do perdão, pois se trata de conquista evolutiva de altíssimo valor espiritual.

Extraído do libro Perdão no dia a dia.

segunda-feira, 25 de maio de 2020

Perdão no dia a dia 37

Amplie seu conceito de família, incluindo aqueles que convivem com você e que não têm laços de parentesco, pois eles também pertencem ao psiquismo coletivo em que você está imerso. O que você julga, sente ou emite sobre eles retorna a você. Quando, porventura, algum deles agir contra você, não se esqueça do perdão, pois demonstrará a consideração que sempre teve por eles. Tratar os que lhe servem com respeito e consideração, indo além da relação funcional e ampliando para o cuidado com suas vidas, demonstra alto grau de educação emocional e de espiritualidade.


Extraído do livro Perdão no dia a dia.

domingo, 24 de maio de 2020

Perdão no dia a dia 36

Na convivência doméstica, estabeleça relações de amizade que vão além dos laços de sangue, pois o parentesco cessa com a morte do corpo físico, e os amigos são para sempre. Mesmo que sinta antipatia por algum membro da família, emita vibrações positivas, a fim de viabilizar o caminho do perdão. Conviver é renunciar ao egocentrismo, encontrando um meio de equilibrar e compatibilizar ideias para a convergência de soluções. Seja sempre receptivo ao outro, mesmo se ele se colocar contra você. A verdade não é posse absoluta de ninguém, mas o perdão pode ser patrimônio de todos.

Extraído do livro Perdão no dia a dia.

sábado, 23 de maio de 2020

Perdão no dia a dia 35

Sua casa é seu lar, onde você deve revigorar suas energias e refletir sobre seu viver. Faça de sua casa o lugar onde o Espírito encontra o alimento para sua disposição de viver. O que quer que ali aconteça, mesmo que seja uma discussão, deve ser útil a todos que convivem para que aprendam a compreender e perdoar. Seja você um elemento do grupo doméstico que apazigua, reconcilia e perdoa. Fazendo assim, estará plantando seu amanhã venturoso. Transforme seu lar em um templo de paz e luz para que todos que ali cheguem sintam a atmosfera de amor e harmonia que permeia o ambiente.

Extraído do livro Perdão no dia a dia.

sexta-feira, 22 de maio de 2020

Perdão no dia a dia 34

Transforme seu ambiente doméstico no melhor lugar no mundo, contribuindo para que a harmonia e a paz reinem nele. Em sua convivência doméstica, adote a compreensão ao outro como antídoto para mágoas. Não permita o prolongamento de discussões que gerem tensões no ambiente doméstico, facilitando o diálogo e a união fraterna. Lembre-se de que as pessoas que vivem com você são membros de sua família, independentemente dos laços de parentesco. Elas estão, portanto, ali com a finalidade de crescimento mútuo.

Extraído do livro Perdão no dia a dia.

quinta-feira, 21 de maio de 2020

Perdão no dia a dia 33

Sempre que possível, contribua para a reconciliação das pessoas, evitando ampliar a distância entre elas. Mesmo que você esteja inclinado a concordar com uma das partes, evite aumentar a contenda. Auxilie na reconciliação das pessoas: em algum momento, você poderá estar também na posição de quem necessita de ajuda para amenizar seus equívocos com palavras conciliadoras. Reconciliar é acolher as razões do outro, compreendendo também seus próprios equívocos, no desejo sincero de promover a paz interior. Toda reconciliação promove uma psicosfera agradável de paz e harmonia.

Extraído do livro Perdão no dia a dia.