terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Caridade no dia a dia 79

Pelo olhar, sutilmente, você transmite seu estado íntimo. Quando você quiser o bem do outro ou desejar que seu contato seja amistoso, olhe em seus olhos, preferencialmente, escolhendo um deles, para que comunique a energia que exala de seu coração. A caridade que você pretende fazer a alguém poderá ser transmitida também pelo seu olhar compreensivo e tolerante, produzindo a sensação de harmonia. O olhar é uma janela da alma pela qual se transmite a luz que emana do Espírito. Por essa razão, você deve direcioná-lo para que atinja suavemente o coração do outro. Seu olhar é também um instrumento de conexão profunda com o outro.


Extraído do livro Caridade no dia a dia.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Caridade no dia a dia 78

Utilize o tom da sua voz como instrumento que pode favorecer uma boa receptividade no seu contato com o outro. Vibrações são transmitidas pelo tom que você utiliza para falar com as pessoas. Sua voz é uma identidade que carrega objetivos em sua modulação. Ao falar, procure ser consciente de suas emoções e intenções, a fim de atingir sua comunicação com o outro com mais precisão. Amorosidade para com todos é garantia de uma boa imagem pessoal e do estabelecimento de um clima de paz nos ambientes em que você circula. Agir com amorosidade é ser caridoso com os outros, pois veicula sempre o melhor de você.


Extraído do livro Caridade no dia a dia. 

domingo, 13 de janeiro de 2019

Caridade no dia a dia 77

Amorosidade é trato com desejo sincero do estabelecimento de contato afetivo. Ser amoroso é ser leve, tranquilo e seguro na relação com as pessoas, mesmo sendo o primeiro contato. Quando você age com amorosidade, desarma reações negativas, estabelecendo uma vibração agradável com o outro. Amorosidade é disponibilidade para um contato amistoso, pacífico e harmonioso, favorecendo a construção de sólidas amizades. Todas as pessoas anseiam por contatos em que não haja tensões nem belicosidade. Dissemine, portanto, a atitude afetiva em suas relações, sem invadir a intimidade do outro.

Texto extraído do livro Caridade no dia a dia.



sábado, 12 de janeiro de 2019

Caridade no dia a dia 76

A vida a dois pode acontecer com pessoas de diferentes habilidades. Quando uma delas se sobressai em face de oportunidades oferecidas pela Vida e bem aproveitadas, cabe-lhe valorizar outras vitórias do outro, mesmo que consideradas menores, para que haja equilíbrio na valorização de ambos. O compartilhamento de vitórias não é apenas um agradecimento que se dá ao outro, mas também o reconhecimento de habilidades que lhe caracterizam a personalidade. Não se trata de um consolo ou de uma compensação, mas sim de que a vida de duas pessoas deve contemplar diferentes e importantes vitórias.



Extraído do livro Caridade no dia a dia.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Caridade no dia a dia 75





Numa relação a dois, cada um dá o que pode e o que compreende ser suficiente, porém caberá ao outro aceitar ou não. Cada casal estabelecerá os limites que considerar aceitáveis para a manutenção da relação. É falta de caridade exigir do outro algo fora do que foi pactuado anteriormente. Sempre que houver alguma exigência não pactuada, cabe a quem mudou repactuar a relação. Sempre é possível, dentro de uma relação a dois, fazer e refazer quantos pactos sejam necessários. A caridade não é uma esmola a ser dada ao outro, mas uma atitude de bondade cabível em qualquer relacionamento.


Extraído do livro Caridade no dia a dia.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Caridade no dia a dia 74

Toda exigência, quando se trata de doação, transforma-se em troca. Doar é entregar ao outro o destino do objeto doado. Dê sempre de forma despretensiosa quanto ao retorno de recompensa para você. Ao incluir outra pessoa em sua vida, faça-o consciente de que deverá compartilhar o que considera lhe pertencer, pois desprendimento requer desapego real. O sentimento de amor por uma pessoa é um forte motivo para viver ao seu lado, mas não o único, pois pode ser falta de caridade não proporcionar outros e importantes fatores próprios da vida a dois. Amar é também renunciar ao egoísmo e ao individualismo.

Extraído do livro Caridade no dia a dia. 

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Caridade no dia a dia 73

Em sua relação marital, sempre deseje o melhor para a pessoa com quem você pactuou o compartilhamento da vida. Uma pessoa de bem com a vida, estando ao seu lado, proporcionará um ambiente agradável que favorecerá o crescimento de ambos. Utilize sua caridade sempre que o outro apresentar alguma necessidade ou quando você perceber que, em algum ponto, você avançou mais. Lembre-se sempre de que a vida a dois é experiência em que dois Espíritos aprendem simultaneamente pela troca da arte de conviver. Desejar o crescimento do outro é cuidar também de sua evolução.

Texto extraído do livro Caridade no dia a dia. 

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Caridade no dia a dia 72


Evite que sua ambição extrapole os limites da ética e da caridade. Ambicione a construção de uma personalidade saudável em você, bem como a construção de um mundo melhor. Quando a ambição fala mais alto, exacerbando o desejo de poder, o amor vai embora, a caridade se esconde e a ética é esquecida. Deseje que todos possam competir com dignidade, que vençam os melhores e que prevaleça a Justiça Divina. Em suas orações, inclua o desejo de que, nas competições da vida, todos vençam, principalmente a si mesmos, para que o mundo se torne um lugar melhor de se viver.



 Texto extraído do livro Caridade no dia a dia.

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Caridade no dia a dia 71


Sua ética deve ser melhor do que a do mundo, pois os valores que você adota superam o imediatismo, a vaidade e o desejo de poder. A caridade, quando incluída na competição, valoriza os feitos dos contendores e exalta a fraternidade entre eles. Levante o caído, mesmo que ele venha a lhe superar, pois sua vitória será maior se seu oponente utilizar todas as suas forças. Ganhar, quando o outro está alquebrado, diminui a vitória. Perder, quando todos deram o seu melhor, valoriza os que participaram da jornada. Ética em competição é participação com espírito de fraternidade e de reconhecimento da importância de viver dignamente.

Texto extraído do livro Caridade no dia a dia.

domingo, 6 de janeiro de 2019

Caridade no dia a dia 70


Sempre reconheça o valor do outro com quem você compete, pois demonstra alto valor esportivo e espiritual. Seu valor não pode dever nada ao fracasso do outro, mas apenas ao seu desempenho superior. Suas qualidades se devem aos seus méritos, tanto quanto as virtudes do outro a ele pertencem. Ganhar e perder são experiências que sempre caminham juntas e devem merecer reflexões profundas: nem exaltação demasiada pela vitória nem depressão ou desistência pela derrota. Os derrotados são os que não tentam ou os que se entregam à vitimização, culpando alguém pelo insucesso. Tenha caridade com você, evitando derrotismo. Seja resiliente.


Texto extraído do livro Caridade no dia a dia.

sábado, 5 de janeiro de 2019

Caridade no dia a dia 69


Sempre que for inevitável competir, seja ético e solidário, pois a vitória deverá ser primeiro contra qualquer tendência inferior que porventura exista em você. O outro com quem você compete merece sua melhor conduta, tanto quanto seu melhor desempenho para que ambos cresçam. Mesmo que o outro não tenha sua mesma disposição e se utilize dos mesmos métodos que você, aja sempre de forma a que sua consciência esteja em paz. Vitória ou derrota são experiências diferentes, nas quais o Espírito aprende. Comemore seu desempenho, dando seu melhor, independentemente do resultado.


Texto extraído do livro Caridade no dia a dia.

sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Caridade no dia a dia 68

Tenha compaixão pelas pessoas que estão vivendo luto pela desencarnação recente de algum ente querido, pois nem todos têm a consciência da imortalidade e se demoram lamentando a morte de quem continua vivo. Ofereça-lhes acolhimento e, quando solicitado, a orientação quanto à vida espiritual e como podem melhor auxiliar quem a ela retornou. A caridade da palavra dita com o coração tem o poder de mudar o quadro mental daqueles que se encontram desconsolados e saudosos de seus entes queridos. Como toda desencarnação provoca reflexões em todos os que se encontram emocionalmente envolvidos, seja sempre acolhedor aos que ficaram na saudade.



Extraído do livro Caridade no dia a dia.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Caridade no dia a dia 67



A caridade também pode ser praticada por quem desencarna, que deve tranquilizar aqueles que ficaram, emitindo vibrações positivas e recuperando-se o mais rápido possível da transição da morte do corpo físico e de seu desligamento. Quando o desencarnado permanece ligado aos assuntos que dizem respeito à vida terrena, tende a querer influenciar decisões e, com esse comportamento, pode não ser bem sucedido. Quando sentir que algum parente desencarnado participa da vida doméstica, dirija-lhe caridosamente bons pensamentos para que encontre ocupações mais elevadas em sua jornada espiritual.


Extraído do livro Caridade no dia a dia.

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

Caridade no dia a dia 66


A melhor maneira de se doar àquele que desencarnou e não se encontra bem do outro lado da vida é não apenas viver a própria vida com dignidade e disposição, como também desejar seu restabelecimento, solicitando que os Bons Espíritos o auxiliem onde quer que esteja. A vida no Além tem suas particularidades, que a tornam mais favorável ao desencarnado do que ao encarnado, pois há um maior número de possibilidades de recuperação pela qualidade do atendimento e pela quantidade de entidades que se dedicam a auxiliar os que retornam a sua verdadeira casa.


Texto extraído do livro Caridade no dia a dia.

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Caridade no dia a dia 65

Quem desencarna passa por momentos de leve perturbação na consciência de si, necessitando de tempo para voltar à normalidade, razão pela qual a caridade da oração em seu favor torna-se providência renovadora. O estado de equilíbrio dos entes queridos do desencarnado irá contribuir para seu despertar tranquilo e rápido. Também é caridade ficar bem após a desencarnação de alguém a quem você ama, pois, onde esse alguém estiver, receberá a vibração por você emitida. Desencarnar é retornar à vida espiritual, estabelecendo novo contato com aqueles que constituem sua família maior. Um dia, você também retornará e verá que se trata de algo absolutamente natural.

Texto extraído do livro Caridade no dia a dia.